Fórum de Transparência, Participação e Controle Social

A Sociedade no Acompanhamento e Controle da Gestão Pública


New Document 1ª Consocial
Apresentação
Delegados Nacionais
Adesões Estaduais
Vídeos
Reunião online
Home


Propostas:

Nacional
Acre
Alagoas
Amapá
Amazonas
Bahia
Ceará
Distrito Federal
Espírito Santo
Goiás
Maranhão
Mato Grosso
Mato Grosso do Sul
Minas Gerais
Pará
Paraíba
Paraná
Pernambuco
Piauí
Rio de Janeiro
Rio Grande do Norte
Rio Grande do Sul
Rondônia
Roraima
Santa Catarina
São Paulo SPO
Sergipe
Tocantins

Contato: andre61@gmail.com

I Conferência Nacional de Desenvolvimento Regional

ETAPAS DA I CNDR
A I Conferência Nacional de Desenvolvimento Regional foi organizada em três etapas integradas e sequenciais:

Semana do Desenvolvimento Regional (Etapa Nacional) - de 18 a 22/03/13, em Brasília - DF
Conferências Macrorregionais - 22/10 a 14/11/2012;
Conferências Estaduais - 1º/08 a 19/10/2012.

Nacional



I Conferência Estadual de Desenvolvimento Regional

 http://eventos.cepam.sp.gov.br/desenvolvimentoregional

Aconteceu nos dias: 25, 26 e 27 de setembro de 2012
Local: Fundação Prefeito Faria Lima - CEPAM - Av. Prof. Lineu Prestes, 913 - Cidade Universitária - São Paulo/SP - 05508-000

A Conferência

O Governo do Estado de São Paulo realizará nos dias 25, 26 e 27 de setembro, nas dependências do Cepam, a I Conferência Estadual de Desenvolvimento Regional, cujo tema será "Governança Regional para o Desenvolvimento".

O que é a conferência Estadual de Desenvolvimento Regional?

Essa conferência objetiva promover um debate de âmbito estadual de temáticas sobre desenvolvimento regional e definir princípios e diretrizes para a formulação das Políticas Estadual e Nacional de Desenvolvimento Regional, a ser instituída pelo Ministério da Integração Nacional.

Quais são os eixos temáticos da conferência?

Essa Conferência contemplará os seguintes eixos temáticos:

Governança, Participação social e Diálogo Federativo;
Financiamento do Desenvolvimento Regional;
Desigualdades regionais e Critérios de Elegibilidade;
Vetores de Desenvolvimento Regional Sustentável.
Quem pode participar dessa conferência?

Essa conferência tem como público alvo representantes de órgãos e instituições do Poder Público, Empresários, instituições da sociedade civil e instituições de ensino, pesquisa e extensão. Importante: cada segmento terá limite de inscrição de representantes.

Como será a participação nos eixos temáticos?

O participante escolherá um tema e participará do debate e da escolha dos princípios e diretrizes, a partir de um texto base, que será distribuído no evento.

E a participação nas Conferências macrorregional e nacional?

Outra atividade muito importante para os participantes será a eleição de delegados dos respectivos segmentos, para participarem das conferências Macrorregional (Sudeste) e Nacional.

O Estado de São Paulo elegerá 20 delegados na seguinte composição:

Poder Público – 6 delegados
Sociedade Civil – 6 delegados
Setor Empresarial – 4 delegados
Instituições de Ensino Superior, Pesquisa e Extensão – 4 delegados


Programação

DIA 25/9 - TERÇA-FEIRA - DAS 9 ÀS 18 HORAS

9h - RECEPÇÃO E CREDENCIAMENTO

10h - ABERTURA

Secretaria-Geral da Presidência da República, Rogério Sottili, secretário executivo

Secretaria de Planejamento e Desenvolvimento Regional (SPDR), Julio Semeghini, secretário

Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia (SDECT) - Luiz Carlos Quadrelli, secretário em exercício

Secretaria Estadual de Desenvolvimento Metropolitano (SDM), Edmur Mesquita de Oliveira, secretário em exercício

Centro de Estudos e Pesquisas de Administração Municipal (Cepam), Lobbe Neto, presidente

Ministério da Integração Nacional (MI), Sérgio Duarte de Castro, secretário de Desenvolvimento Regional (SDR)

Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), André Viana, representando o presidente

Fundação Sistema Estadual de Análise de Dados (Seade), Maria Helena Guimarães de Castro, diretora executiva


DIA 25/9 - TERÇA-FEIRA - DAS 9 ÀS 18 HORAS

PAINEL DE ABERTURA

Ministério da Integração Nacional (MI), Sérgio Duarte de Castro, secretário de Desenvolvimento Regional (SDR)

Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), André Viana, representando o presidente

Secretaria de Planejamento e Desenvolvimento Regional (SPDR), Cibele Franzese, secretária adjunta. Governança Regional para o Desenvolvimento

Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia (SDECT), Luiz Carlos Quadrelli, secretário em exercício. Apoio ao Desenvolvimento Regional e Tecnológico no Estado de São Paulo – Programa de Fomento Regional, Parques Tecnológicos e Incubadoras

12h

INTERVALO PARA O ALMOÇO


PAINEL I - FINANCIAMENTO DO DESENVOLVIMENTO REGIONAL

Coordenação: Ministério da Integração Nacional (MI), Henrique Sampaio, diretor do Departamento Financeiro e Recuperação de Projetos da Secretaria de Fundos Regionais e Incentivos Fiscais

Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), Gabriel Squeff, técnico de Planejamento e Pesquisa. Aspectos Gerais e Instrumentos de Financiamento. Fundos e Transferências Governamentais

Desenvolve SP – Agência de Desenvolvimento Paulista, Milton Luiz de Melo Santos, presidente. Fundos do Governo do Estado e Linhas de Financiamento para o Desenvolvimento Paulista

Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência e tecnologia (SDECT), José Roberto Cunha, coordenador de desenvolvimento regional e territorial. Programa de Fomento Regional

Universidade de São Paulo (USP), Faculdade de Economia e Administração (FEA), Carlos Antônio Luque. Fundos de Financiamento do Desenvolvimento Regional


PAINEL II - GOVERNANÇA, PARTICIPAÇÃO SOCIAL E DIÁLOGO FEDERATIVO

Coordenação: Secretaria de Planejamento e Desenvolvimento Regional (SPDR), Maurício Hoffmann, assessor técnico do gabinete da Secretaria de Planejamento e Desenvolvimento Regional

Ministério da Integração Nacional (MI), Morganna Mendes de Oliveira, coordenadora de Logística e Infraestrutura da I CNDR

Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), Renato Nunes Balbim, técnico de Planejamento e Pesquisa. Efetividade das Instituições Participativas. Cooperação Federativa e Capacidades Governativas

Secretaria de Desenvolvimento Metropolitano (SDM), Marcos Camargo Campagnone, presidente do Conselho de Administração da Empresa Paulista de Planejamento Metropolitano (Emplasa). A Experiência Paulista dos Conselhos de Desenvolvimento de Região Metropolitana e Aglomeração Urbana

Rede Nossa São Paulo, Participação e Controle Social na Gestão Pública Maurício Broinizi, coordenador da Secretaria Executiva

15h30 - CAFÉ


PAINEL III - DESIGUALDADES REGIONAIS E CRITÉRIOS DE ELEGIBILIDADE

Coordenação: Secretaria de Planejamento e Desenvolvimento Regional (SPDR), Neide Hahn

Ministério da Integração Nacional (MI), Marcelo Giavoni, especialista em Infraestrutura

Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), André Gambier Campos, técnico de Planejamento e Pesquisa. Situação Socioeconômica do Estado de São Paulo

Fundação Sistema Estadual de Análise de Dados (Seade), Sarah Monteiro. Rede Urbana Paulista


PAINEL IV - VETORES DE DESENVOLVIMENTO REGIONAL SUSTENTÁVEL

Coordenação: Secretaria de Planejamento e Desenvolvimento Regional (SPDR), Marcelo Sacenco Asquino

Ministério da Integração Nacional (MI), Adriana Melo Alves, diretora de Gestão de Políticas de Desenvolvimento Regional da Secretaria de Desenvolvimento Regional

Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio (MDIC), Ricardo Amorim, assessor técnico da coordenação de política industrial da Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (Abdi). O Plano Brasil Maior e a Convergência das Políticas de Desenvolvimento

Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), Ricardo Ginicolo Bacelette, técnico de Planejamento e Pesquisa. Desenvolvimento Sustentável (Resíduos Sólidos, Mudanças Climáticas, Produção e Meio Ambiente, etc.)

Secretaria Estadual de Logística e Transporte, Milton Xavier. A Logística Paulista e sua Importância para o Desenvolvimento Nacional


DIA 26/9 - QUARTA-FEIRA - 8H30 ÀS 18 HORAS

PLENÁRIA DE CONTEXTUALIZAÇÃO

Coordenação: Centro de Estudos e Pesquisas de Administração Municipal (Cepam)

9h - PAINEL COMPLEMENTAR - DESENVOLVIMENTO REGIONAL SUSTENTÁVEL

Secretaria de Agricultura e Abastecimento - Coordenadoria de Assistência Técnica Integral (Cati), José Carlos Rossetti. Microbacias Hidrográficas e sua Importância no Desenvolvimento Regional

Secretaria de Transporte e Logística, Casemiro Tércio, presidente da Companhia. Docas e diretor do Departamento Hidroviário. Hidrovia Tietê-Paraná: O portunidades de Desenvolvimento

Secretaria de Energia, Ubirajara Sampaio de Campos, subsecretário de Petróleo e Gás. O Impacto do Pré-sal e da Cadeia Produtiva de Petróleo e Gás no Desenvolvimento Regional


DIA 26/9 - QUARTA-FEIRA - 8H30 ÀS 18 HORAS

GRUPOS DE TRABALHO (GT) DOS EIXOS TEMÁTICOS

Coordenação: Centro de Estudos e Pesquisas de Administração Municipal (Cepam)

Governança, Participação Social e Diálogo Federativo
Financiamento do Desenvolvimento Regional
Desigualdades Regionais e Critérios de Elegibilidade
Vetores de desenvolvimento Regional Sustentável
13h - INTERVALO PARA ALMOÇO

14h30 - PLENÁRIA DOS EIXOS TEMÁTICOS – Síntese dos Princípios e Diretrizes de cada GT

Coordenação: Centro de Estudos e Pesquisas de Administração Municipal (Cepam)

16h - CAFÉ

16h30 - PRIORIZAÇÃO DAS DIRETRIZES E PRINCÍPIOS

Coordenação: Centro de Estudos e Pesquisas de Administração Municipal (Cepam)


DIA 27/9 - QUINTA-FEIRA - 8H30 ÀS 12 HORAS

8h30 - PLENÁRIA DE ORIENTAÇÃO

Coordenação: Centro de Estudos e Pesquisas de Administração Municipal (Cepam)

9h - ELEIÇÃO DOS DELEGADOS

Coordenação: Centro de Estudos e Pesquisas de Administração Municipal (Cepam)

9h30 - Encontro de Territorialização do Plano Brasil Maior – representantes e parceiros locais dos Núcleos de APLs, da Rede Nacional de Política Industrial (Renapi) e da Rede Nacional de Informações sobre Investimentos (Rinai) - Ministério de Desenvolvimento, Indústria e Comércio (MDIC), Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia (SDECT) e Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp)

10h - O Sistema Paulista de Inovação no Contexto do Desenvolvimento Estadual, João Furtado, membro da Coordenação Adjunta - Pesquisa para Inovação da Fundação de Amparo à Pesquisa de São Paulo (Fapesp)

Eventos Esportivos e Desenvolvimento Regional, Raquel Verdenacci, coordenadora da Secretaria Executiva do Comitê Paulista da Copa do Mundo de 2014


DIA 27/9 - QUINTA-FEIRA - 8H30 ÀS 12 HORAS

PLENÁRIA FINAL E SOLENIDADE DE ENCERRAMENTO

Coordenação: Centro de Estudos e Pesquisas de Administração Municipal (Cepam)

Secretaria de Planejamento e Desenvolvimento Regional (SPDR), Julio Semeghini, secretário

Centro de Estudos e Pesquisas de Administração Municipal (Cepam), Lobbe Neto, presidente

Ministério da Integração Nacional (MI)

Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea)


Apresentações


 

 

 

 

 

 


Propostas

Lista de Delegados
Delegados eleitos, totalizando 20, e respectivos suplentes, por segmento, que representarão São Paulo nas Conferências da Macrorregião (sede: Rio de Janeiro) e Nacional (sede: Brasília)
Lista de Delegados

Princípios e Diretrizes
Princípios e Diretrizes


Textos de referência

O Ministério da Integração Nacional disponibiliza um texto sobre os Eixos Temáticos da Conferência, o qual será o guia básico dos trabalhos em grupos. Para baixar o arquivo, clique aqui.


Conferência Nacional de Desenvolvimento Regional

Tema | A Conferência | Etapas Eixos Temáticos | Texto de Referência  Deliberações | Hot Site | Contato

Tema: Desenvolvimento Regional para a Integração Nacional

A Conferência

O Ministério da Integração Nacional - MI, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Regional - SDR, avança no processo de construção de uma nova Política Nacional de Desenvolvimento Regional - PNDR. No debate atual, são três as grandes premissas que orientarão a nova política: a) dimensão de política nacional; b) perfil de política de Estado; c) abordagem das desigualdades regionais em múltiplas escalas.

Em sintonia com o método de discussão governamental referente a políticas públicas relevantes, o MI realizará a I Conferência Nacional de Desenvolvimento Regional - CNDR, que se constitui um momento de reflexão, avaliação e aprofundamento das discussões sobre desenvolvimento regional no País. Esta discussão esta alinhada com as diretrizes de desenvolvimento da nação, assim como com as políticas de desenvolvimento das macrorregiões e dos estados federados.

Com a elaboração participativa de uma nova política regional, o Ministério da Integração Nacional reitera seu compromisso com a retomada plena da questão regional como prioridade do Estado Brasileiro, lançando um olhar detalhado à redução das desigualdades regionais e ao encontro com sua missão institucional: promover a integração nacional, o desenvolvimento sustentável e a superação das desigualdades regionais do País, assegurando inclusão socioeconômica, melhoria da qualidade de vida, proteção civil e segurança hídrica da população.
 

Objetivo Geral

A I Conferência Nacional de Desenvolvimento Regional tem por finalidade a promoção de um debate de âmbito nacional, do qual resulte princípios e diretrizes para reformulação da Política Nacional de Desenvolvimento Regional - PNDR, por intermédio da concertação federativa e social.
 

Objetivos Específicos

  • Formular princípios e diretrizes para uma nova política regional brasileira;
  • Constituir um espaço de deliberação, divulgação, difusão e diálogo federativo e social acerca de temas e políticas de Desenvolvimento Regional;
  • Contribuir para a elevação da PNDR à condição de política de Estado;
  • Indicar conexões para a interação entre as políticas de desenvolvimento regional e as demais políticas públicas;
  • Promover o fortalecimento da cooperação e uma maior aproximação com os demais entes federados, academia e sociedade; e
  • Lançar as bases para a constituição de mecanismos de governança regional nos Estados.

Etapas

A CNDR é um processo organizado em três etapas integradas e sequenciais.

Evento Data

 Etapa Nacional - Semana do Desenvolvimento Regional  (em Brasília) 

Confira a Programação
Leia o regulamento
Inscreva-se
 (as vagas são limitadas)
Acesse o seu convite

Saiba como chegar:

mapa 01 (vista aérea)

mapa 02 (vista terrestre)

 18/03 a 22/03 de 2013
 Conferências Macrorregionais 22/10 a 14/11 de 2012

 
  Conferências Estaduais

1º/08 a 19/10 de 2012

Eixos Temáticos

  1. Governança, Participação Social e Diálogo Federativo;
  2. Financiamento do Desenvolvimento Regional;
  3. Desigualdades Regionais e Critérios de Elegibilidade; e
  4. Vetores de Desenvolvimento Regional Sustentável.

Texto de Referência

O Texto de Referência é o ponto de partida e subsidiará os debates nas etapas da CNDR. Será elaborado com base nos eixos temáticos e apresentará os princípios, diretrizes e prioridades da Política Nacional de Desenvolvimento Regional, com base nas ações desenvolvidas e propostas pelo Ministério da Integração Nacional e, notadamente, pela Secretaria de Desenvolvimento Regional.


Deliberações

A CNDR aprovará um conjunto de princípios e diretrizes que servirá de base para a reformulação da PNDR. Haverá um processo de priorização em que serão elencados os princípios e as diretrizes fundamentais, as mais importantes, dentre todas as proposições.

Hot Site
www.integracao.gov.br/web/cndr

Contato
E-mail para contato: CNDR@integracao.gov.br



A Conferência Nacional
O Ministério da Integração Nacional - MI, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Regional - SDR, avança no processo de construção de uma nova Política Nacional de Desenvolvimento Regional - PNDR. No debate atual, são três as grandes premissas que orientarão a nova política:

dimensão de política nacional;
perfil de política de Estado;
abordagem das desigualdades regionais em múltiplas escalas.

Um capítulo especialmente relevante da nova PNDR refere-se às atribuições das distintas instâncias de governo no desenvolvimento regional. No cenário brasileiro, evidencia-se, em tempos recentes, um conjunto de arranjos horizontais de associativismo intermunicipal, cuja escala cresceu no decorrer dos anos 1980. Ao mesmo tempo, verifica-se uma série de iniciativas no âmbito do processo de repactuação da Federação.

A Constituição Federal preconiza a redução das desigualdades regionais como um dos eixos da estratégia de desenvolvimento nacional. O comando constitucional revestiu-se de ação efetiva com a instituição da Política Nacional de Desenvolvimento Regional - PNDR, sancionada pelo Decreto nº 6.047, de 22 de fevereiro de 2007, como política de governo.

Há, portanto, um significativo desafio na condução do processo de discussão da nova política regional, que deverá considerar, na perspectiva do federalismo cooperativo, a articulação dos múltiplos arranjos institucionais, as atribuições das distintas instâncias de governo no desenvolvimento regional e a diversidade dos agentes e interesses que interagem no território.

Dessa forma, o MI, em sintonia com o método de discussão governamental referente a políticas públicas relevantes, realizará a I Conferência Nacional de Desenvolvimento Regional - I CNDR, com o tema "Desenvolvimento Regional para a Integração Nacional". Uma Conferência convocada pelo poder público é, por natureza, um incentivo à participação social e dos entes federados nas ações do governo. A conferência constitui um momento de reflexão, avaliação e aprofundamento das discussões sobre desenvolvimento regional no País. Essa discussão esta alinhada com as diretrizes de desenvolvimento da nação, assim como com as políticas de desenvolvimento das macrorregiões e dos estados federados.

Objetivo Geral

A I Conferência Nacional de Desenvolvimento Regional tem por finalidade a promoção de um debate de âmbito nacional, do qual resulte princípios e diretrizes para reformulação da Política Nacional de Desenvolvimento Regional - PNDR, por intermédio da concertação federativa e social.

Objetivos Específicos

Formular princípios e diretrizes para uma nova política regional brasileira;

Constituir um espaço de deliberação, divulgação, difusão e diálogo federativo e social acerca de temas e políticas de Desenvolvimento Regional;
Contribuir para a elevação da PNDR à condição de política de Estado;
Indicar conexões para a interação entre as políticas de desenvolvimento regional e as demais políticas públicas;
Promover o fortalecimento da cooperação e uma maior aproximação com os demais entes federados, academia e sociedade; e
Lançar as bases para a constituição de mecanismos de governança regional nos Estados.

Eixos Temáticos da I CNDR

Governança, Participação Social e Diálogo Federativo;
Financiamento do Desenvolvimento Regional;
Desigualdades Regionais e Critérios de Elegibilidade; e
Vetores de Desenvolvimento Regional Sustentável.

A Participação Social

Nos últimos anos, a atuação da sociedade brasileira no acompanhamento das atividades governamentais vem crescendo de forma considerável, notadamente em relação às políticas públicas e aos resultados delas decorrentes. O Governo Federal adotou como método a participação social no processo de formulação das políticas públicas, dando sequência prática aos princípios da democracia participativa previstos na Constituição Federal de 1988.

A participação social tem efeito positivo no acompanhamento da gestão pública pelo fato de o cidadão estar mais próximo da realidade impactada pela ação pública do próprio governo. É o cidadão que vive onde as políticas públicas são implantadas, e é ele que conhece in loco os problemas e as dificuldades que aquelas se propõem a combater, sendo, inclusive, o principal beneficiário.

Desde 2003, foram realizadas 79 conferências sobre os mais diversos temas - educação, saúde, cultura, juventude, meio ambiente, segurança pública, ciência e tecnologia, direitos das mulheres, dos indígenas, das pessoas com deficiência, entre outras - das quais participaram cerca de sete milhões de pessoas nas etapas municipal, estadual e nacional, garantindo a representação dos mais diversos segmentos da sociedade brasileira.

Com a elaboração participativa de uma nova política regional, o Ministério da Integração Nacional reitera o seu compromisso com a retomada plena da questão regional como prioridade do Estado Brasileiro, lançando um olhar detalhado à redução das desigualdades regionais e ao encontro com sua missão institucional: promover a integração nacional, o desenvolvimento sustentável e a superação das desigualdades regionais do País, assegurando inclusão socioeconômica, melhoria da qualidade de vida, proteção civil e segurança hídrica da população.

 


 

Programação da
SEMANA DO DESENVOLVIMENTO REGIONAL
18 a 22 de março de 2013
Centro de Eventos e Convenções Brasil 21, Brasília-DF


Bem-vindo(a) à Semana do Desenvolvimento Regional,
uma iniciativa do Ministério da Integração Nacional e do
Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) que reúne em
um só evento as atividades da I Conferência Nacional de Desenvolvimento
Regional e da 3ª Conferência do Desenvolvimento.
A programação exposta nas páginas seguintes representa uma
oportunidade ímpar para o debate do desenvolvimento regional
e de temas relacionados ao Brasil da atualidade.
A I Conferência Nacional de Desenvolvimento Regional,
promovida pelo Ministério da Integração Nacional, tem por finalidade
a promoção de um debate do qual resultem princípios
e diretrizes para reformulação da Política Nacional de Desenvolvimento
Regional (PNDR), por intermédio da concertação
federativa e social. A etapa nacional, que reúne nesta semana
delegados eleitos pelas 27 Unidades da Federação, dá consecução
às etapas estaduais e macrorregionais, reforçando a
importância da participação da sociedade no processo de formulação
de políticas públicas.
Por sua vez, a 3ª Conferência do Desenvolvimento, assim
como nas edições de 2010 e 2011, busca criar um espaço
nacional de debates sobre o desenvolvimento, com base
na produção aplicada do Ipea, de forma aberta ao público.
A ideia é disseminar informações sobre o processo de desenvolvimento
socioeconômico brasileiro, seus desafios e oportunidades,
para além dos auditórios, salas e fóruns do Instituto.
Para fomentar essa iniciativa, o Ipea traz à conferência algumas
de suas mais atuais publicações.
Ainda no âmbito da Semana do Desenvolvimento Regional,
você poderá desfrutar de uma série de atividades culturais que
ilustram a riqueza e diversidade das manifestações musicais e
teatrais do país. Aproveite, também, a Mostra de Cinema do
Desenvolvimento, uma sala de projeção que coloca em cartaz
filmes e documentários ligados à temática das duas conferências.
Para mais informações acesse: www.integracao.gov.br/
web/cndr e www.ipea.gov.br/code.
Uma ótima e proveitosa semana,
Comitê Organizador da
Semana do Desenvolvimento Regional


19/03/2013
I Conferência Nacional de Desenvolvimento Regional discute nova política nacional

Começa nesta segunda-feira (18), em Brasília, a Semana de Desenvolvimento Regional, evento realizado pelo Ministério da Integração Nacional e pelo Instituto de Pesquisa Econômicas Aplicadas (Ipea). Um dos destaques da semana é a I Conferência Nacional de Desenvolvimento Regional (CNDR), que discutirá a nova Política Nacional de Desenvolvimento Regional.

Paralelamente realizam-se o Seminário Internacional Política regional no contexto global - situação e perspectivas e a 3ª Conferência do Desenvolvimento (Code). São aguardados 5 mil participantes até o dia 22, quando encerra a Semana de Desenvolvimento Regional.

A temática do desenvolvimento regional é uma das principais políticas do Governo Federal e abrange, entre outros setores, saúde, educação, ciência, tecnologia, infraestrutura. Para Sérgio Castro, secretário de Desenvolvimento Regional do Ministério da Integração Nacional, o Brasil avançou muito nos últimos anos, sobretudo com os programas de transferência de renda.

Na Semana serão lançados o Observatório de Desenvolvimento Regional, um espaço destinado a divulgar e compartilhar indicadores e novidades sobre o tema, e a revista Política e Planejamento Regional. A publicação, que terá periodicidade semestral, será um espaço para debate e reflexão. A primeira edição reúne uma coletânea de 18 artigos de especialistas brasileiros, de todas as regiões, sobre desenvolvimento regional.

Também fazem parte da programação, a entrega do Prêmio Celso Furtado de Desenvolvimento Regional, edição 2012. Os nove premiados, nas três categorias, serão agraciados na abertura da I CNDR.

Conferência - Após a realização de 27 etapas estaduais e 5 macrorregionais, o processo conferencial elegeu 443 delegados que representam o poder público, a sociedade civil, o empresariado e as instituições de ensino e pesquisa de todas as unidades da Federação. Cerca de 10 mil pessoas enviaram suas contribuições, o que resultou em 800 propostas para modernização da PNDR.

Para a etapa nacional, após sistematização, o Caderno de Propostas traz 362 sugestões. Haverá um processo de priorização em que serão elencados os princípios e as diretrizes fundamentais, as mais importantes dentre todas as proposições que servirão de base para a elaboração do Projeto de Lei da nova Política Nacional de Desenvolvimento Regional que seguirá, posteriormente, para tramitação no Congresso Nacional.

Acesse a programação completa
Assista ao evento ao vivo

Fonte: Ministério da Integração


PROGRAMAÇÃO DA SEMANA DO DESENVOLVIMENTO REGIONAL
Dia 18 de março, segunda-feira
15h00 às 18h00 - Credenciamento da Semana do Desenvolvimento
Regional, I CNDR e 3ª Code (Local: Hall de Entrada)
19h00 às 21h00 - Lançamento da Coletânea “Política e
Planejamento Regional” (Local: Brasil 1 e 2)
- Sérgio Castro – Secretário de Desenvolvimento Regional do MI
- Autores confirmados:
Aldo Paviani
Carlos A. Brandão
Eliane Salete Fillipim
Hermes M. Tavares
Josenildo de Souza e Silva
Pedro Silveira Bandeira
Rainer Randolph
Tânia M. D. Fischer
- Participação dos Delegados
Coquetel de Boas Vindas (Local: Brasil 1 e 2)
Atividade Cultural
7h00 às 20h00 - Receptivo (Local: Aeroporto)
20h00 às 21h00 - Clube do Choro Apresenta: Grandes Autores
do Choro (Local: Brasil 1e 2)


Dia 19 de março, terça-feira
9h00 às 12h00 - Solenidade de abertura da Conferência
Nacional de Desenvolvimento Regional (CNDR) e da
Conferência do Desenvolvimento (Code) (Local: Brasil 1 e 2)
• Composição de Mesa de Abertura
• Entrega do Prêmio Celso Furtado de Desenvolvimento Regional
• Lançamento do Observatório do Desenvolvimento Regional
• Pronunciamentos
14h00 às 18h00 - Seminário Internacional - Política Regional no
contexto global - situação atual e perspectivas
14h30 às 15h00 - Abertura do Seminário Internacional
(Local: Brasil 1 e 2)
- Ronald Hall – Diretor da Direção Geral para a Política Regional Europeia
(DG REGIO)
- Maurício Aguiar Serra – Presidente ANPEC
- Ana Lúcia Amorim de Brito – Secretária de Gestão Pública do MPOG
- Moreira Franco – Ministro da Secretaria de Assuntos Estratégicos da
Presidência da República – a confirmar
- Sérgio Duarte de Castro – Secretário de Desenvolvimento
Regional do MI
15h00 às 15h30 - Lançamento da candidatura do Brasil para
sediar a Conferência Global da Regional Studies
Association em 2014. (Local: Brasil 1 e 2)
- Sally Hardy - Presidente da Regional Studies Association (RSA)
- Marco Crocco - Professor de Ciências Econômicas da UFMG

15h30 às 17h30 - Painel 1 Seminário: Apresentação do
Estudo da Organização para a Cooperação e o Desenvolvimento
Econômico (OCDE) sobre o Desenvolvimento Regional no Brasil
– “Territorial Review” (Local: Brasil 1 e 2)
Presidente da mesa:
- Sérgio Duarte de Castro – Secretário de Desenvolvimento
Regional do MI
Palestrante:
- Claire Charbit – OCDE
Debatedores:
- Leandro de Freitas Couto – SPI/MPOG
- Duarte Rodrigues – Presidente do GT de Indicadores Territoriais (OCDE)
Painel 2 Seminário: Água e Desenvolvimento Regional
(Local: Santa Cruz 1 e 2)
15h30 às 17h30 - Mesa de debate: “Experiências de
universalização do acesso à água” (Local: Santa Cruz 1 e 2)
Presidente da mesa:
- José Machado - Assessor especial do MI
Palestrantes:
- Francisco Correia - Perito Externo – Professor catedrático de ambiente e
recursos hídricos da Universidade Técnica de Lisboa
- Francisco Lobato - Perito Nacional – Consultor
- Helder dos Santos Cortez – Gerente de Saneamento Rural da Companhia
de Água e Esgoto do Ceará – CAGECE
Debatedores:
- Francisco Teixeira – Secretário de Infraestrutura Hídrica do MI
- Vicente Andreu – Presidente da ANA
Conferência do Desenvolvimento - Code
14h30 às 16h30 - Painel Code: Crescimento com
Distribuição de Renda: a experiência internacional e o caso
brasileiro (Local: Mundo Novo 1 e 2)
- Marcelo Neri – Presidente do Ipea
- Antonio Prado – Secretário-Executivo Adjunto da Cepal
- Nelson Henrique Barbosa Filho – Secretário-Executivo do Ministério da
Fazenda
- Júlio Sergio Gomes de Almeida – Professor do Instituto de Economia
da Unicamp
- Regis Bonelli – IBRE/FGV-RJ
14h30 às 16h30 - Mesa Code: Desafios e alternativas para a
ampliação da participação social na gestão de políticas
de desenvolvimento (Local: Porto Seguro 1 e 2)
Palestrantes:
- Joana Luiza Oliveira Alencar – Técnica de Planejamento e Pesquisa do Ipea
- Igor Ferraz da Fonseca – Técnico de Planejamento e Pesquisa do Ipea
- Clóvis Henrique Leite de Souza – Bolsista do Ipea
- Wagner de Melo Romão – Professor da Unesp
14h30 às 18h30 - Minicurso Code 1: Indicadores sociais
desagregados por região (Local: Porto Seguro 3)
Palestrantes:
- Herton Araújo – Técnico de Planejamento e Pesquisa do Ipea
- Ana Codes – Técnica de Planejamento e Pesquisa do Ipea
14h30 às 18h30 - Minicurso Code 2: Introdução à mensuração da
desigualdade (Local: Vera Cruz 2)
Palestrantes:
- Marcelo Medeiros – Técnico de Planejamento e Pesquisa do Ipea
- Rafael Osorio – Diretor de Estudos e Políticas Sociais do Ipea

16h30 às 18h30 - Painel Code: Segurança pública e
desenvolvimento no Brasil (Local: Porto Seguro 1 e 2)
Palestrantes:
- Renato Lima – Secretário-Executivo do Fórum Brasileiro de Segurança
Pública
- Daniel Cerqueira – Diretor de Estudos e Políticas do Estado, das Instituições
e da Democracia do Ipea
- Regina Maria Filomena de Luca Miki - Secretária Nacional de Segurança
Pública do Ministério da Justiça
- André de Albuquerque Garcia - Secretário de Estado de Segurança Pública
e Defesa Social do Estado do Espírito Santo
16h30 às 18h30 - Mesa Code: O renascimento de uma potência?
A Rússia no século XXI (Local: Auditório Pavilhão)
Palestrantes:
- André Gustavo de Miranda Pineli Alves – Técnico de Planejamento e Pesquisa
do Ipea
- Angelo Segrillo – Professor do Departamento de História da USP
- Lenina Pomeranz – Professora aposentada da Faculdade de Economia, Administração
e Contabilidade da USP
17h30 às 18h30
Reunião para Discussão sobre Rede de Cidades e Indicadores
para Desenvolvimento Regional - Local: Santa Cruz 3
Participantes: MI, Cepal e OCDE
Atividade Cultural
09h00 às 12h00 – Orquestra Reciclando Sons (Local: Brasil 1 e 2)
8h30 às 9h30 – Receptivo – Apresentação do Grupo Laugi
(Local: Hall de Entrada)
13h00 às 14h00 – Exposição de Artesãos (Local: Palco da Vila Macrorregional)
14h00 às 17h00 – Mambembrincantes (Local: Palco da Vila Macrorregional)
18h00 às 19h00 – Exposição de Artesãos (Local: Palco da Vila Macrorregional)
18h30 às 20h30 – Grupo Saia Bamba (Local: Brasil 1 e 2)
 


Dia 20 de março, quarta-feira
8h00 às 10h00 - Conferência Magna: “A CNDR no contexto do
desenvolvimento regional para a integração nacional”
(Local: Brasil 1 e 2)
Política Regional e Desenvolvimento Nacional
Palestrante: Sérgio Castro – Secretário de Desenvolvimento Regional do MI
Dinâmica do Investimento: Oportunidade para o Desenvolvimento
Regional
Palestrante: Luciano Coutinho – Presidente do BNDES - a confirmar
10h00 às 12h00 - Plenária de Orientação – I CNDR
(Local: Brasil 1 e 2)
- Equipe SDR - MI
9h00 às 12h00 - Seminário Internacional - Política Regional
no contexto global - situação atual e perspectivas
Painel 3: O Contexto Global e as Políticas Regionais
(Local: Brasil 3)
09h00 às 10h30 - Mesa de debate “A Política Regional no Brasil e
na União Europeia” (Local: Brasil 3)
Presidente de Mesa:
- Luiz Antonio Rodrigues Elias – Secretário-Executivo do MCTI
Palestrantes:
- Ronald Hall – Diretor da Direção Geral para a Política Regional Europeia
(DG REGIO)
- Alexandre Navarro - Secretário-Executivo do MI
Debatedor:
- Antonio Carlos Galvão – Diretor do CGEE
11h00 às 12h30 - Mesa de debate “Os impactos da crise
mundial para as políticas regionais” (Local: Brasil 3)
Presidente de Mesa:
- Antonio Prado – Secretário-Executivo Adjunto da Cepal
Palestrantes:
- Andy Pike – Professor de Desenvolvimento Local e Regional da Universidade
de Newcastle
- Clélio Campolina Diniz – Reitor da Universidade Federal de Minas Gerais
Debatedor:
- André Gustavo de Miranda Pineli Alves – Técnico de Planejamento e
Pesquisa do Ipea
Conferência do Desenvolvimento – Code
Mesa Code: Otimização da governança metropolitana como
propulsor do desenvolvimento regional (Local: Mundo Novo 1 e 2)
Mediadores:
- Bernardo Alves Furtado – Diretor-Adjunto de Estudos e Políticas Regionais,
Urbanas e Ambientais do Ipea
- Cleandro Henrique Krause – Técnico de Planejamento e Pesquisa do Ipea
Palestrantes:
- Ana Lucia Rodrigues – Professora do Departamento de Ciências Sociais
da Universidade Estadual de Maringá (UEM)
- Ana Lucia Britto – Professora do Programa de Pós-Graduação em
Urbanismo (PROURB) da Universidade Federal do Rio de Janeiro
- Luiz Cezar de Queiroz Ribeiro – Professor do Instituto de Pesquisa e Planejamento
Urbano e Regional (IPPUR) da UFRJ
Mesa Code: Mudanças nos padrões de migração interna –
espalhamento dos fluxos e novos polos de atração
(Local: Porto Seguro 1 e 2)
Palestrantes:
- Herton Ellery de Araújo – Técnico de Planejamento e Pesquisa do Ipea
- Marisa Valle Magalhães – IPARDES
- Isaac Aroucha Coimbra Lou – SEI
- Lucilene Cordeiro – CODEPLAN
09h30 às 10h30 - Lançamento do livro: Quilombos das
Américas (Local: Porto Seguro 3)
Palestrantes:
- Silvany Euclenio – Secretária para Comunidades Tradicionais da SEPPIR
- Rafael Osorio – Diretor de Estudos e Políticas Sociais do Ipea
- Josenilton Marques – Pesquisador da Coordenação de Igualdade de
Gênero e Raça do Ipea
10h30 às 12h30 - Painel Code: Juventude e trabalho
(Local: Porto Seguro 1 e 2)
Palestrantes:
- Carlos Brizola – Ministro do Trabalho e Emprego
- Marcelo Neri – Presidente do Ipea
- Severine Macedo – Secretária Nacional de Juventude (SGP)
- Anne Posthuma – Organização Internacional do Trabalho
- Carlos Henrique Corseuil – Diretor-Adjunto de Estudos e Políticas Sociais
do Ipea
Mesa Code: Política comercial em tempos de crise
(Local: Mundo Novo 1 e 2)
Coordenador:
- Ivan Oliveira, Técnico de Planejamento e Pesquisa do Ipea
Palestrantes:
- Lia Valls Pereira, FGV-RJ
- Michelle Badin, FGV-SP
- Vera Thorstensen, FGV-SP
14h00 às 18h00 - Grupos de Trabalho da I CNDR
(Local: Santa Cruz 1, 2 e 3; Porto Seguro 1, 2 e 3; Sala Carta)
- Delegados Eleitos e Natos
14h00 às 18h00 - Seminário Internacional - Política Regional no
contexto global - situação atual e perspectivas
Painel 4: Contribuições Setoriais para o Desenvolvimento
Regional (Local: Brasil 3)
14h00 às 15h30 - Mesa de debate “O Sistema Financeiro e o
Desenvolvimento Regional” (Local: Brasil 3)
Presidente de Mesa:
- Ary Joel de Abreu Lanzarin – Presidente do BNB
Palestrantes:
- Dina Ferreira – Vice-Presidente do Conselho Diretivo do Instituto Financeiro
para o Desenvolvimento Regional (Portugal)
- Marco Crocco – Professor de Ciências Econômicas da UFMG
Debatedores:
- Fernando Rezende – Professor da Fundação Getulio Vargas
- Jenner Guimarães do Rego – Secretário de Fundos Regionais e Incentivos
Fiscais do MI
16h00 às 17h30 - Mesa de debate “Dinâmica Tecnológica e
Desenvolvimento Regional” (Local: Brasil 3)
Presidente de Mesa:
- Tânia Bacelar – Professora da UFPE
Palestrantes:
- Philip McCann - Professor de Geografia Econômica da Universidade de
Groningen
- Mauro Borges Lemos - Presidente da ABDI
Debatedor:
- Carlos Nobre - Secretário de Políticas e Programas de Pesquisa e
Desenvolvimento do MCTI
17h30 às 19h00 - Mesa de debate “Universidade e
Desenvolvimento Regional” (Local: Brasil 3)
Presidente de Mesa:
- Enid Rocha Andrade da Silva – Diretora de Comunicação e Pesquisa da
ENAP
Palestrantes:
- John Goddard – Professor de Desenvolvimento Regional da Universidade
de Newcastle
- Grzegorz Gorzelak – Diretor do Centre for European Regional and Local
Studies (EUROREG) – Universidade de Varsóvia
Debatedor:
- Cássio Rolim – Professor do Programa de Pós-graduação em
Desenvolvimento Econômico da UFPR
14h30 às 16h30 - Mesa Code: O tema do desenvolvimento nas
Ciências Sociais no Brasil (Local: Auditório Pavilhão)
- Ciência Política e Relações Internacionais: Avaliação da Produção sobre o
Desenvolvimento na Pós-graduação (Associação Brasileira de Ciência Política
- ABCP)
Autor: Ivan Ervolino – Universidade Federal de São Carlos
- Estado da Arte da Sociologia nos Estudos sobre o Desenvolvimento
Autora: Anete Brito Leal Ivo – Universidade Federal da Bahia
- Direito e Desenvolvimento no Brasil do Século XXI: uma análise da
normatização internacional e da Constituição brasileira (Conselho Nacional de
Pesquisa em Direito – CONPEDI)
Autor: Vladmir Oliveira da Silveira – UNINOVE-SP
Coordenação: Aristides Monteiro – Técnico de Planejamento e Pesquisa do Ipea
Mesa Code: O Cadastro Único, o Bolsa Família e o Brasil Sem
Miséria (Local: Mundo Novo 2)
Moderador:
- Rafael Osorio – Diretor de Estudos e Políticas Sociais do Ipea
Palestrantes:
- Luis Henrique Paiva – Secretário Nacional de Renda da Cidadania
(SENARC/MDS)
- Pedro H.G.F. de Souza – Técnico de Planejamento e Pesquisa do Ipea
- Sergei S. D. Soares – Chefe de Gabinete da Presidência do Ipea
- Luciana Oliveira – Coordenadora-Geral de Relações Federativas
(SESEP/MDS)
Mesa Code: Planejamento governamental e desenvolvimento
regional: potenciais e limites do PPA nas esferas estadual e
federal (Local: Vera Cruz 2)
Coordenador:
- Roberto Pires – Técnico de Planejamento e Pesquisa do Ipea
Moderador:
- Ronaldo Garcia – Técnico de Planejamento e Pesquisa do Ipea
Palestrantes:
- Jovani Augusto Puntel – Coordenador da Pesquisa Planejamento e Gestão
Governamental na Esfera Estadual - RS
- Virginia E. Etges – Coordenadora da Pesquisa Planejamento e Gestão
Governamental na Esfera Estadual - RS
- Paulo Pontes – Coordenador da Pesquisa Planejamento e Gestão
Governamental na Esfera Estadual - CE
- Eugenio Mendes - Coordenador da Pesquisa Planejamento e Gestão
Governamental na Esfera Estadual - SP
- José Celso Cardoso Jr. – Representante da SPI/MPOG
Mesa Code: A dinâmica recente do mercado de trabalho
brasileiro (Local: Mundo Novo 1)
Palestrantes:
- Sandro Sachet de Carvalho – Técnico de Planejamento e Pesquisa do Ipea
- Gabriel Ulyssea – Coordenador de Mercado de Trabalho da DISOC/Ipea
- Jurgen Weller – Economista da Divisão de Desenvolvimento Econômico
da Cepal em Santiago/Chile
- João Saboia – IE/UFRJ
16h30 às 18h30 - Painel Code: Sustentabilidade ambiental
e desenvolvimento regional (Local: Vera Cruz 2)
Coordenador:
- Júlio César Roma – Coordenador de Estudos em Sustentabilidade
Ambiental do Ipea
Palestrantes:
- Cristovam Buarque – Senador da República
- José Aroudo Mota – Técnico de Planejamento e Pesquisa do Ipea
- Marcel Bursztyn – Professor e coordenador de Assuntos Interinstitucionais
do Centro de Desenvolvimento Sustentável da UnB
- Adalberto Eberhard – Diretor do Departamento de Zoneamento Territorial
do MMA
Mesa Code: Justiça e território no Brasil (Local: Mundo Novo 2)
Palestrantes:
- Fabio de Sá e Silva – Técnico de Planejamento e Pesquisa do Ipea
- Alexandre Cunha – Diretor-Adjunto de Estudos e Políticas do Estado, das
Instituições e da Democracia do Ipea
- Janaina Penalva – Departamento de Pesquisa Judiciária, Conselho
Nacional de Justiça (MJ)
- Marjorie Marona – Observatório da Justiça Brasileira (OJB/CESAL/UFMG)
- Kelly Araújo – Diretora de Política Judiciária, Secretaria de Reforma do
Judiciário (MJ)
18h30 às 20h30 - Pactos de Metas (Local: Brasil 1 e 2)
• Assinatura dos Acordos dos Pactos de Metas com Ministérios
• Pronunciamentos:
- Ministro Fernando Bezerra Coelho
- Presidenta da República, Dilma Rousseff
• Aula-espetáculo com Ariano Suassuna
Atividade Cultural
11h00 às 12h00 – Apresentação do Grupo Cultural Estância
Gaúcha (Local: Palco da Vila Macrorregional)
13h00 às 14h00 – Exposição de Artesãos
(Local: Palco da Vila Macrorregional
16h00 às 17h00 – Apresentação da Dupla Sertaneja Luiz Paulo e
Alexandre (Local: Palco da Vila Macrorregional)
18h00 às 18h30 – Exposição de Artesãos
(Local: Palco da Vila Macrorregional)
21h00 às 22h00 – Grupo Thiago Lunar (Local: Brasil 1 e 2)


Dia 21 de março, quinta-feira
8h00 às 12h00 - Grupos de Trabalho da I CNDR
(Local: Santa Cruz 1, 2 e 3; Porto Seguro 1, 2 e 3; Sala Carta)
- Delegados Eleitos e Natos
Seminário Internacional - Política Regional no contexto global -
situação atual e perspectivas
Painel 5: Desenvolvimento Regional na América Latina
(Local: Brasil 1 e 2)
09h00 às 10h30 Mesa de debate “Educação, Ciência, Inovação e
Desenvolvimento Regional: Experiências Latino-Americanas”
(Local: Brasil 1 e 2)
Presidente de Mesa:
- Helena Lastres – Assessora BNDES
Palestrantes:
- Annalisa Primi – Economista, Centro de Desenvolvimento da OCDE
- Tânia Fisher – Coordenadora do Programa de Gestão Social do
Desenvolvimento da UFBA
- Luciano de Oliveira Toledo – Coordenador-Geral de Desenvolvimento
de Pessoas da Rede Federal de Educação Profissional e Tecnológica
Debatedor:
- Moacyr Martucci Júnior – Professor Titular da Escola Politécnica da USP
11h00 às 12h30 Mesa de debate “Infraestrutura e
Desenvolvimento Regional: Experiências Latino-Americanas”
(Local: Brasil 1 e 2)
Presidente de Mesa:
- Luiz Carlos Ribeiro – Coordenador Geral de Planejamento da Secretaria
de Politica Nacional de Transporte do MT
Palestrantes:
- Martha Aguilar – Diretora Nacional de Planejamento Estratégico Territorial
do Ministério do Planejamento Federal (Argentina)
- Marcelo Dourado – Superintendente de Desenvolvimento do Centro-Oeste
- Esther Bemerguy – Secretária de Planejamento e Investimentos Estratégicos
do MPOG
Debatedor:
- André Calixtre – Técnico de Planejamento e Pesquisa da Diretoria de Estudos
e Relações Econômicas e Políticas Internacionais do Ipea

8h30 às 10h30 - Lançamento Code: Boletim de Análise
Político-Institucional nº 3 (Local: Mundo Novo 1 e 2)
Abertura:
- Daniel Ricardo de Castro Cerqueira – Diretor de Estudos e Políticas do
Estado, das Instituições e da Democracia do Ipea
Apresentação do boletim:
- Joana Luiza Oliveira Alencar – Técnica de Planejamento e Pesquisa do Ipea
e coordenadora do Comitê Editorial do Boletim
Apresentação de artigo: As organizações da sociedade civil e as políticas
públicas federais (2003-2011)
- Félix Garcia Lopez – Técnico de Planejamento e Pesquisa do Ipea
Apresentação de artigo: Entre o plano e o sistema: o impasse da segurança
pública
- Fábio de Sá e Silva – Técnico de Planejamento e Pesquisa do Ipea
10h30 às 12h30 - Mesa Code: OS BRICS na OMC (com lançamento
de livro) (Local: Mundo Novo 1)
Palestrantes:
- Vera Thorstensen – FGV-SP
- Ivan Tiago Machado Oliveira – Técnico de Planejamento e Pesquisa
do Ipea
Mesa Code: Cinema e desenvolvimento – panorama, perspectivas
e potencialidades (Local: Cinema, Vera Cruz 1)
Coordenador:
- Allex Medrado – Editor e produtor audiovisual do Ipea
Palestrantes:
- Leopoldo Nunes – Secretário de Audiovisual do Ministério da Cultura
- Erika Bauer – Cineasta e professora da UnB
- Marcus Ligocki Jr. – Produtor e diretor
- Márcio Moraes – Presidente do Conselho de Cultura do DF
14h00 às 18h00 - Grupos de Trabalho da I CNDR
(Local: Santa Cruz 1, 2 e 3; Porto Seguro 1, 2 e 3; Sala Carta)
- Delegados Eleitos e Natos
Seminário Internacional - Política Regional no contexto global -
situação atual e perspectivas
Painel 5: Desenvolvimento Regional na América Latina
(Local: Brasil 1 e 2)
14h00 às 15h30 - Mesa de debate “Estrutura produtiva e
Desenvolvimento Regional: Experiências Latino-Americanas”
(Local: Brasil 1 e 2)
Presidente de Mesa:
- Carlos Alberto dos Santos – Diretor Técnico do SEBRAE
Palestrantes:
- Mario Pezzini – Diretor do Centro de Desenvolvimento da OCDE
- José Luis Segovia – Coordenador Regional do Programa de Negócios
Inclusivos em América Latina SNV
- Miguel Matteo – Técnico de Planejamento e Pesquisa do Ipea
- Heloísa Menezes – Secretária do Desenvolvimento da Produção do MDIC
Debatedor: Rudolf Buitelar – Chefe da Área de Gestão do Desenvolvimento
Local e Regional do ILPES
16h00 às 18h00 - Reunião: Rede Latino-americana para o
Desenvolvimento Regional (Local: Brasil 1 e 2 )
- Inmaculada Zamora – Diretora do Programa Regional para a Coesão
Social na América Latina (EuroSocial)
- Jorge Mattar – Diretor do ILPES/Cepal
- Mario Pezzini – Diretor do Centro de Desenvolvimento da OCDE
- Sérgio Duarte de Castro – Secretário de Desenvolvimento Regional do MI
Debatedores Especiais Convidados:
- Bertha Liliam Gutiérrez – Diretora de Coordenação Regional, Honduras
- Dora Marina Coc Yup – Subsecretária de Políticas Públicas, Guatemala
- Fander Falconi – Secretário Nacional de Planejamento e Desenvolvimento, Equador
– a confirmar
- Gonçalo Vargas – Vice-Ministro de Autonomias, Bolívia
- Jaime Torreabla – Subsecretário de Desenvolvimento Regional e Administrativo, Chile
- Janet Boudy – Diretora-Geral de Descentralização e Coordenação de
Programas Sociais, Peru
- Jerónimo Roca – Subdiretor de Planejamento e Orçamento, Uruguai – a confirmar
- José Luis Llovera Abreu – Diretor-Geral de Desenvolvimento Urbano e de Solos,
México – a confirmar
- Karoline Pacheco – Vice-Ministra de Planejamento, Honduras
- Maurício Cárdenas – Diretor do Departamento Nacional de Planejamento,
Colômbia – a confirmar
- Ricardo Enrique Carrillo – Diretor-Executivo do Centro Nacional de Planejamento
Estratégico, Peru
18h00 às 18h30 - Encerramento do Seminário Internacional
(Local: Brasil 1 e 2)
Autoridades Brasileiras
Autoridades Latino-Americanas convidadas:
- Ministro Hernán Lorenzino - Ministério da Economia, Argentina
- Ministra Viviana Caro Hinojosa - Ministério do Planejamento e Desenvolvimento, Bolívia
- Ministro Andrés Chadwick Piñera - Ministério do Interior e Segurança Pública, Chile
- Ministro Fernando Carrillo Flórez - Ministério do Interior, Colômbia
- Vice-ministra Silvia Hernández Sánchez - Ministério do Planejamento, Costa Rica
- Ministro Santiago Léon - Ministério Coordenador da Produção, Emprego e
Competitividade, Equador
- Ministro Ganga Persaud - Ministro do Governo Local e Desenvolvimento Regional,
Guiana
- Diretor Ludovic Cocogne - Agência Francesa de Desenvolvimento, Guiana Francesa
- Vice-ministra Karoline Pacheco - Ministério do Planejamento e Cooperação Externa,
Honduras
- Ministro Manuel Adolfo Ferreira Brusquetti - Ministério da Fazenda, Paraguai
- Ministro Luis Miguel Castilla Rubio - Ministério da Economia e Finanças, Peru
- Ministro Stanley Betterson - Ministro do Desenvolvimento Regional, Suriname
- Ministro Luis Almagra - Ministério de Relações Exteriores, Uruguai
- Ministro Jorge Giordani - Ministério do Planejamento e Finanças, Venezuela
- Vice-ministro Raúl Pacheco - Ministério da Indústria, Venezuela
14h30 às 16h30 - Mesa Code: A dinâmica recente da
produtividade no Brasil (Local: Vera Cruz 2 )
Palestrantes:
- Fernanda De Negri – Diretora de Estudos e Políticas Setoriais de Inovação, Regulação
e Infraestrutura do Ipea
- Gabriel Squeff – Técnico de Planejamento e Pesquisa do Ipea
- José Gabriel Porcile – Economista da Divisão de Desenvolvimento Produtivo e
Empresarial da Cepal em Santiago/Chile
- Fernando Augusto A. Veloso – IBRE/FGV-RJ
Mesa Code: Discussão dos resultados da pesquisa de
caracterização da agricultura brasileira a partir do Censo
Agropecuário (com lançamento de publicações) (Local: Mundo Novo 1)
Palestrantes:
- Brancolina Ferreira – Técnica de Planejamento e Pesquisa do Ipea e coordenadora
da pesquisa
- Sergio Schneider – Coordenador da pesquisa “Análise Multidimensional dos Dados
do Novo Censo Agropecuário 2006”
- Caio Galvão de França – Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA)
- Joacir Rufino de Aquino – Professor da Universidade do Estado do Rio Grande do
Norte (UERN)
- Antônio Joao Castrillon Fernandez – Pesquisador do projeto “Caracterização e Análise
da Dinâmica da Produção Agropecuária na Amazônia Brasileira”
Mesa Code: O repasse de ganhos de produtividade: lições da experiência
brasileira e perspectivas futuras (Local: Mundo Novo 2)
Palestrantes:
- Davi Antunes Lima – Superintendente de Regulação Econômica da Agência Nacional
de Energia Elétrica (ANEEL)
- Roberto Pinto Martins – Superintendente de Serviços Públicos (ANATEL)
- Gabriel G. Fiuza de Bragança – Técnico de Planejamento e Pesquisa do Ipea
(mediador)
- Rafael Pereira Scherre – Gerente de Regulação Econômica (ANAC)
- Jose Barreto de Andrade Neto – Gerente técnico de Regulação Econômica de
Infraestrutura (ANAC)
pesquisa (Local: Mundo Novo 2)
Palestrantes:
- Fernanda De Negri – Diretora de Estudos e Políticas Setoriais de Inovação, Regulação
e Infraestrutura do Ipea
- Flavia de Holanda Schmidt – Técnica de Planejamento e Pesquisa do Ipea
- Jose Eustáquio Ribeiro Vieira Filho – Técnico de Planejamento e Pesquisa do Ipea
Mesa Code: O tema do desenvolvimento nas Ciências Sociais no Brasil
(Local: Auditório Pavilhão )
- Comunicação para o desenvolvimento, comunicação para a transformação social
(Sociedade Brasileira de Estudos Interdisciplinares da Comunicação – INTERCOM)
Autora: Cicilia Maria Krohling Peruzzo – Universidade Metodista de São Paulo
- Desenvolvimento Rural: reflexão teórica e apontamentos face às especificidades do
Nordeste do Brasil
Autora: Cynthia Xavier de Carvalho – Universidade Federal de Pernambuco
- Bases analíticas da economia política do comércio exterior brasileiro
Autores: José Raimundo B. Trindade – Universidade Federal do Pará; e Wesley Pereira
de Oliveira – Universidade de Brasília
Coordenação: Aristides Monteiro – Técnico de Planejamento e Pesquisa do Ipea
Mesa Code: O Brasil e as operações de paz em um mundo
globalizado (Local: Mundo Novo 1)
Coordenador:
- Rodrigo Fracalossi Moraes – Técnico de Planejamento e Pesquisa do Ipea
Palestrantes:
- Kai Michael Kenkel – PUC-RJ
- Carlos Chagas Vianna Braga – Capitão-de-Mar-e-Guerra (Marinha do Brasil)
- Luciano Colares – Tenente-Coronel (Exército Brasileiro)
- Oliver Stuenkel – FGV-SP
Mesa Code: Questões centrais para o aprimoramento do federalismo
brasileiro (Local: Mundo Novo 1)
Palestrantes:
- Paulo de Tarso Frazão Soares Linhares – Técnico de Planejamento e Pesquisa do Ipea
- Constantino Cronemberger Mendes – Técnico de Planejamento e Pesquisa do Ipea
- Antonio Lassance – Técnico de Planejamento e Pesquisa do Ipea
Atividade Cultural
11h00 às 12h00 – Apresentação do Grupo Cultural Pellinsky
(Local: Palco da Vila Macrorregional)
13h00 às 14h00 - Exposição de Artesãos (Local: Palco da Vila Macrorregional)
16h00 às 17h00 - Apresentação do Trio Chinelada
(Local: Palco da Vila Macrorregional)
18h00 às 19h00 – Exposição de Artesãos (Local: Palco da Vila Macrorregional)
19h30 às 20h00 – Grupo Batalá (Local: Palco da Vila Macrorregional)
20h30 às 22h30 – Atração Nacional (Local: Brasil 1 e 2)
Dia 22 de março, sexta-feira
8h00 às 9h30 - Plenária de explicações gerais da I CNDR (Local: Brasil 1 e 2)
- Autoridades MI, Equipe MI, Delegados Eleitos e Natos, Observadores e Convidados
9h30 às 12h00 - Priorização da I CNDR (Local: Brasil 3)
- Autoridades MI, Equipe MI, Delegados Eleitos e Natos, Observadores e Convidados
12h00 às 14h00 - Atividade Cultural - Grupo Batukenjé
(Local: Palco da Vila Macrorregional)
14h00 às 17h00 - Plenária final da I CNDR (Local: Brasil 1 e 2)
- Autoridades MI, Equipe MI, Delegados Eleitos e Natos, Observadores e Convidados
17h00 às 17h30 - Encerramento da I CNDR (Local: Brasil 1 e 2)
- Autoridades Presentes
17h30 às 18h30 - Atividade Cultural - Grupo Clarim Real e Orquestra
de Frevo (Local: Brasil 1 e 2)
 


Países da América Latina assinam declaração de intenções para promover desenvolvimento regional
21.03.2013 - Brasília - Objetivo é intensificar intercâmbio entre as políticas de planejamento e criar mecanismos para monitorar e comparar ações.

Oito países da América Latina assinaram hoje uma declaração de intenções com objetivo de minimizar diferenças sociais e promover o desenvolvimento na região. O acordo foi firmado durante o Seminário Internacional - Política Regional no Contexto Global, promovido pelo Ministério da Integração Nacional. "Queremos intensificar o intercâmbio entre as políticas de desenvolvimento locais, criando uma rede para monitorar e avaliar as ações", declarou o secretário de Desenvolvimento Regional da Integração Nacional, Sérgio Castro.

Castro presidiu o encontro, que contou com a participação de representantes de todos os países envolvidos: além do Brasil, Argentina, Bolívia, Chile, Costa Rica, Guatemala, Honduras e Paraguai. "Nossa ação está aberta a outras nações interessadas", afirmou o secretário.

O documento propõe a criação de uma rede latino-americana para o desenvolvimento regional e sugere a utilização de ferramentas que permitam, no longo prazo, o acompanhamento das ações realizadas em cada um dos países, com mensuração de resultados. "Primeiro é preciso tomar conhecimento do que está sendo realizado nos diferentes locais para, a partir disso, selecionar ações exitosas que possam funcionar também em outras regiões", explicou Castro.

Representantes da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), do Instituto Latino Americano e do Caribe de Planejamento Econômico e Social (Ilpes/Cepal) e do programa de Cooperação Técnica da União Europeia para a América Latina (EuroSocial) também assinaram a declaração. "Iremos apoiar a proposta, prestando toda a consultoria necessária", disse Immaculada Zamora, diretora do Eurosocial.

Modelos - Immaculada ressaltou que experiências similares realizadas na Europa podem contribuir para o modelo latino-americano. "É possível alcançar objetivos comuns respeitando a autonomia de cada país", disse. Num primeiro momento, a análise dos dados das diferentes regiões será feita com indicadores já existentes e utilizados pela OCDE. "Futuramente, no entanto, poderemos desenvolver um novo modelo de análise capaz de atender a toda região de acordo com as necessidades verificadas no processo."


Publicações

Semana do Desenvolvimento Regional (18 a 22 de março de 2013)

Documentos e Publicações

Peças de Divulgação

Conferências Macrorregionais de Desenvolvimento Regional

Programações dos eventos

Cartas das Conferências Macrorregionais

Princípios e Diretrizes das Conferências Macrorregionais

Apresentações de slides

SUDESTE

SUL

NORTE

NORDESTE

CENTRO-OESTE

Conferências Estaduais de Desenvolvimento Regional

Relatórios das Conferências Estaduais

Apresentações de slides

ACRE

ALAGOAS

AMAPÁ

AMAZONAS

BAHIA

CEARÁ

DISTRITO FEDERAL

ESPÍRITO SANTO

GOIÁS

MARANHÃO

MATO GROSSO


MATO GROSSO DO SUL

MINAS GERAIS

PARÁ

PARAÍBA

PARANÁ

PERNAMBUCO

PIAUÍ

RIO DE JANEIRO

RIO GRANDE DO NORTE

RIO GRANDE DO SUL

RONDÔNIA

RORAIMA

SANTA CATARINA

SÃO PAULO

SERGIPE

TOCANTINS

Programações da Etapa Estadual


Sérgio Duarte de Castro
Secretário Nacional de Desenvolvimento Regional

"Apesar dos grandes avanços alcançados pelo Brasil nas últimas décadas, as desigualdades regionais permanecem sendo um dos maiores desafios ao desenvolvimento sustentável e inclusivo do País. Trazer essa questão para o centro da agenda política nacional é o objetivo da I Conferência Nacional de Desenvolvimento Regional. Trata-se de uma iniciativa pioneira de ampliar o debate, discutindo de forma participativa um rol de princípios e diretrizes que orientarão a reformulação da Política Nacional de Desenvolvimento Regional (PNDR) para que possamos avançar na consolidação de um sistema de governança que leve em conta o pacto federativo e um consenso político de âmbito federal necessário para promover o enfrentamento que requer a questão regional brasileira. Esse processo vem acontecendo a partir de etapas distintas, mas inter-relacionadas. Na primeira etapa, foram realizadas conferências em todas as 27 unidades federadas brasileiras. Ao todo, participaram dos debates nos estados mais de 10.000 pessoas, nos seus diversos segmentos: setor público, setor empresarial, sociedade civil organizada e setor acadêmico. Nesse momento estamos realizando a segunda etapa quando acontecem as conferências nas cinco regiões do País. Com sedes em estados do norte, nordeste, centro-oeste, sul e sudeste, tais eventos propiciarão o debate sobre desenvolvimento a partir do olhar sobre a escala geográfica macrorregional. Projetos estruturantes, papel das instituições regionais, planos de desenvolvimento macrorregionais são alguns dos temas que estão sendo discutidos e aprofundados. Essas discussões em torno do desenvolvimento regional em todo o País ajudarão a superar a visão setorial ainda presente na formulação e execução das políticas públicas, contribuindo para elevar a PNDR à condição de política de Estado. Assim, com uma política pública construída coletivamente, poderemos criar condições para impulsionar o dinamismo que o Brasil vivencia, propiciando a sua manifestação no território de forma sustentável, equânime e inclusiva".

Marcelo Cortes Neri
Presidente do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea)

"Foi com satisfação que tive como um de meus primeiros desafios dirigir as Conferências Estaduais do Desenvolvimento (CODES), integrando a participação do Ipea na I Conferência Nacional do Desenvolvimento Regional (CNDR), esta organizada pelo Ministério da Integração. Estávamos com uma programação intensa, que envolvia a participação de ao menos quatro servidores e dois colaboradores do Instituto para todas as 27 conferências estaduais, divididas em três eixos temáticos cada uma, totalizando 108 participações técnicas do Ipea, sem contar as mesas de abertura e o apoio logístico.

Considero que o objetivo inicial desta longa jornada estadual para atualizar e fortalecer o Plano Nacional de Desenvolvimento Regional foi plenamente atingido. Nós travamos intensos debates com interlocutores de alto nível da sociedade civil e dos governos federal e estadual. Esperamos que o resultado deste processo de exposição e arguição de ideias para o desenvolvimento regional do Brasil possa concretizar-se a bom termo nas plenárias regionais e nacional da I CNDR.

Ademais, é importante mencionar que este projeto foi sustentado por uma parceria estratégica entre o Ipea e o Ministério da Integração Nacional, cujo esforço integrado em realizar essas conferências contribui para a sintonia de projetos entre as áreas de estudos e pesquisas regionais do Ipea e o planejamento e as políticas públicas características desse ministério.

Agradeço aos servidores e colaboradores do Ipea pelo esforço e dedicação em equacionar as agendas e garantir a participação do Instituto em todas as mesas do evento, enriquecendo os debates para dentro e para fora da Casa. Por fim, as conferências foram de tão grande porte que jamais teriam sido possíveis sem a participação e a hospitalidade dos governos estaduais, aos quais presto também meus agradecimentos e renovo os votos históricos que o Ipea possui na promoção do crescimento inclusivo e sustentável brasileiro, que necessariamente se deve realizar pelo desenvolvimento pleno de suas distintas regiões".

Carlos Daudt Brizola
Ministro de Estado do Trabalho e Emprego

"No momento em que se organiza a I Conferência Nacional de Desenvolvimento Regional (CNDR), gostaria de reafirmar os compromissos com a inclusão social que foram traçados desde o primeiro governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva e mantidos pela presidente Dilma Rousseff. Desde 2003, temos constatado no País uma constante melhoria da condição de vida de milhões de brasileiros que viviam à margem da sociedade. Mesmo assim, é evidente que ainda existem carências a serem supridas. Como ministro do Trabalho e Emprego, me considero responsável por conduzir em nível nacional as políticas públicas de trabalho, emprego e renda, as quais são executadas em conjunto com estados, municípios e outras instituições da sociedade civil. Exatamente por reconhecer a importância dessa incumbência, a considero uma missão, sabendo que o tema "trabalho, emprego e renda" constitui parte significativa da área de políticas sociais deste país, visando promover a inclusão social e a redução das desigualdades, neste caso, por meio da promoção do cidadão ao acesso a essas políticas, desde o direito ao trabalho, e trabalho digno, com carteira assinada e garantias enquanto trabalhador. Sabemos que o desenvolvimento regional passa pela promoção do crescimento econômico ambientalmente sustentável, com geração de empregos e distribuição de renda; assim, em conjunto com demais Ministérios do Governo Federal, que contribuem direta ou indiretamente para o fomento regional, considero que enquanto Ministério do Trabalho e Emprego, temos a missão de promover o acesso à melhoria da renda do cidadão, o que temos fomentado por meio das ações de economia solidária e promoções de acesso ao crédito para micro e pequenos empreendedores com recursos do FAT. Ainda na promoção do emprego, estamos empenhados na melhoria das políticas de qualificação e colocação do trabalhador em uma vaga de emprego e para isso, temos empenhado na melhoria da rede de atendimento do SINE, bem como estamos trabalhando em parceria com outras iniciativas do governo federal para, por meio de ações conjuntas implementar medidas que aumentem a empregabilidade e consequentemente, se promova o aumento da renda do trabalhador, o que sabemos que impacta diretamente no desenvolvimento de sua cidade, de sua região. Neste sentido, têm sido grandes os esforços em melhorar o programa de qualificação, inclusive em atuação conjunta com o Pronatec, visando, em especial, possibilitar ao trabalhador desempregado, segurado do Programa Seguro- Desemprego, sua a qualificação e promoção de seu imediato retorno ao mercado de trabalho. Para tanto, vamos modernizar e aperfeiçoar o sistema nacional de emprego de forma a prestar um serviço melhor e mais eficaz para os brasileiros desempregados, para os brasileiros que procuram uma colocação melhor no mercado de trabalho e para aqueles que querem aprender uma nova profissão.

Não poderia deixar de ressaltar a importância da atuação conjunta entre as diversas esferas de poder e a sociedade como um todo. É preciso dar uma solução rápida para os problemas que se apresentam no dia a dia das pessoas. Com as tecnologias disponíveis hoje é possível localizar quais as regiões do País estão mais vulneráveis em termos de educação, saúde, saneamento e oportunidades de trabalho - para tomarmos apenas estas áreas como exemplo. Identificados os problemas deve-se partir para a busca de soluções junto às três esferas de poder e suas respectivas competências, sem abrir mão dos instrumentos legais que permitem o poder público contar com a experiência do setor privado.

É preciso que haja prazos e metas a serem atingidas e que haja uma cobrança permanente dos responsáveis por cada área. O Brasil só se tornará um País desenvolvido quando não existirem as diferenças que ainda existem entre as várias regiões e , dentro das regiões, diferenças entre Estados, e, dentro dos Estados, diferenças grandes de desenvolvimento de uma região em relação a outras".

Izabella Teixeira
Ministra de Estado do Meio Ambiente

"Há pouco mais de três meses, o Brasil foi sede da Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável, a Rio +20, na qual ficou patente a necessidade de se definir, de forma urgente, uma agenda de crescimento econômico com responsabilidade socioambiental. Sintonizada com essas discussões, a 1a. Conferência Nacional de Desenvolvimento Regional ocorre em um momento singular, quando o debate dos princípios e diretrizes da Política Nacional de Desenvolvimento Regional deverá ter em perspectiva a reflexão sobre o próprio futuro que queremos, em que  o desenvolvimento econômico com conservação ambiental e inclusão social  tornou-se  o caminho a ser seguido.  O cenário é positivo. Há uma série de iniciativas e instrumentos em curso que guardam significativas possibilidades de impactar positivamente a dinâmica produtiva do País, contribuindo para a redução das desigualdades regionais a partir do respeito às potencialidades e vulnerabilidades dos ecossistemas brasileiros. Cabe, aqui, mencionar o zoneamento ecológico-econômico (ZEE), que pretende ser uma referência para as políticas de desenvolvimento regional ao oferecer soluções alternativas para conflitos de uso dos recursos nacionais, subsidiando a elaboração de políticas integradas e orientando os tomadores de decisão na adoção de ações convergentes com as diretrizes de planejamento estratégico do País. A expectativa, portanto, é a de que os debates que serão realizados na 1a. CNDR contribuam para superar a visão setorial ainda presente na formulação e execução das políticas públicas, de forma a tornar mais fácil a compreensão das causas dos problemas a serem enfrentados e a priorização das ações a serem implementadas, agregando sustentabilidade e competitividade aos processos de desenvolvimento socioeconômico do País".

Deputado Wilson Filho (PMDB/PB)
Câmara dos Deputados
Comissão da Amazônia, Integração Nacional e de Desenvolvimento Regional

"A adoção de políticas públicas que visam promover o desenvolvimento mais harmônico e equilibrado das regiões é o objetivo do Ministério da Integração Nacional que promove a I Conferência Nacional de Desenvolvimento Regional (CNDR). A nobre ação possibilita o debate regional e a participação popular, com o foco no aprimoramento das diretrizes para a reformulação da Política Nacional de Desenvolvimento Regional (PNDR). Essa maneira democrática de pensar no desenvolvimento nacional é uma medida que possibilita uma atenção especial ao crescimento do interior e de novas regiões, muitas vezes esquecidas".

Luiz Eduardo Pereira Barretto Filho
Diretor Presidente do Sebrae Nacional

"As Conferências de Desenvolvimento Regional nos estados, nas regiões e a nacional, estão sendo importantes espaços de articulação e produção técnica para o Sistema Sebrae. Temos tido a oportunidade de discutir com os participantes dois temas muito relevantes, nos quais temos trabalhado fortemente e que poderemos contribuir para a política nacional: o empreendedorismo formal e a inclusão produtiva.

São temas transversais, que perpassam todos os quatro eixos-base das conferências, e que podem integrar a proposta da Política Nacional de Desenvolvimento Nacional, que será  submetida ao Congresso Nacional.

O Ministério da Integração pode contar com nosso apoio para esse desafio da busca do desenvolvimento regional e da redução das desigualdades no nosso País".

 

 

 

 

Vasco Creso Farinello Júnior
Gerente Executivo da Diretoria de Governo do Banco do Brasil

"A I Conferência Nacional de Desenvolvimento Regional - I CNDR promoverá diversos debates de cunho altamente democrático, constituindo-se em uma oportunidade ímpar para revisar e rediscutir os conceitos e as diretrizes que nortearão a construção de um novo Plano Nacional de Desenvolvimento Regional - PNDR alinhado aos novos desafios da economia mundial, além de permitir o aprofundamento da compreensão da dinâmica da desigualdade social e econômica dentro do território brasileiro. 

A perspectiva do Banco Brasil a partir do resultado da revisão da PNDR é de continuar reafirmando o seu compromisso com o Governo Federal na implementação e execução de políticas públicas, oferecendo soluções alinhadas à PNDR e mais adequadas às necessidades interregionais e intrarregionais para a redução das desigualdades sociais e econômicas, para a geração de oportunidades de emprego e renda e estímulo ao empreendedorismo".

Abidias José de Sousa Junior
Presidente do Banco da Amazônia

"A I Conferência Nacional de Desenvolvimento Regional (CNDR) - precedida de conferências em todas as unidades federativas e nas cinco macrorregiões do país - constitui um marco na construção participativa de uma Nova Política Nacional de Desenvolvimento Regional (PNDR). Trata-se de um espaço de discussão da sociedade sobre o futuro que se deseja para o país. Nesse sentido, representa um momento de reflexão sobre o grande desafio às estratégias de desenvolvimento regional sustentável, que contribuirá para o aprimoramento dos mecanismos de execução da nova Política, cujo debate tem como objetivo promover o desenvolvimento socioeconômico e a redução das desigualdades regionais e intrarregionais.

Nesse contexto, é muito importante a participação de todos os segmentos da sociedade em cada uma das Unidades da Federação, pois é desse debate que se extrai os insumos necessários, para a construção de uma proposta de política real que expresse a verdade de cada território da nação. Assim, se constitui em uma oportunidade para que a nova política possa corrigir todas as possíveis distorções, até então existentes.

Importante destacar que a nova PNDR deve guardar alinhamento com o projeto de construção de um país moderno, igualitário, diverso e soberano, propondo um novo modelo de desenvolvimento regional econômico e socialmente inclusivo e ambientalmente responsável.

O Banco da Amazônia tem sido parceiro dessa Política, tanto na condição de participante ativo da sua construção, como executor, e não poderia ser diferente, pela sua missão de ser o Agente Financeiro do Governo Federal para o desenvolvimento da Amazônia em bases sustentáveis".

João Coser
Presidente da Frente Nacional de Prefeitos (FNP)

"A Frente Nacional de Prefeitos (FNP) compartilha os ideais do Ministério da Integração Nacional (MI) que alicerçam a I Conferência Nacional de Desenvolvimento Regional (CNDR). O combate às desigualdades sociais, econômicas e regionais e a promoção do desenvolvimento sustentável do país é uma das principais bandeiras da FNP e que motiva a realização do Encontro dos Municípios com o Desenvolvimento Sustentável. Somente com a formulação de políticas públicas que estimulem o fortalecimento das cidades como produtoras de riqueza e geração de emprego e renda é que seremos, de fato, um país de igualdades sociais e econômicas". 

Ary Joel de Abreu Lanzarin
Presidente do Banco do Nordeste do Brasil

"A I Conferencia Nacional de Desenvolvimento Regional é um espaço fundamental de debate visando à geração de  princípios e diretrizes destinados à reformulação da Política Nacional de Desenvolvimento Regional (PNDR), em busca da redução dos índices de desigualdades regionais. O Banco do Nordeste, como principal agente do Governo Federal para o desenvolvimento da Região, participa ativamente dessa Conferência, contando, para isso, com a contribuição efetiva do Escritório Técnico de Estudos Econômicos do Nordeste (Etene). Temos certeza de que as reflexões gestadas nesta I Conferência possibilitarão criar e aperfeiçoar  instrumentos econômicos e financeiros, aderentes às políticas públicas, com objetivo de  promover a  ação ativa e sinérgica das macrorregiões brasileiras para a convergência, integrando o Nordeste na dinâmica da economia nacional."