Fórum de Transparência, Participação e Controle Social

A Sociedade no Acompanhamento e Controle da Gestão Pública


New Document 1ª Consocial
Apresentação
Delegados Nacionais
Adesões Estaduais
Vídeos
Reunião online
Home


Propostas:

Nacional
Acre
Alagoas
Amapá
Amazonas
Bahia
Ceará
Distrito Federal
Espírito Santo
Goiás
Maranhão
Mato Grosso
Mato Grosso do Sul
Minas Gerais
Pará
Paraíba
Paraná
Pernambuco
Piauí
Rio de Janeiro
Rio Grande do Norte
Rio Grande do Sul
Rondônia
Roraima
Santa Catarina
São Paulo SPO
Sergipe
Tocantins

Contato: andre61@gmail.com

Sociedade Civil protocoliza apoios ao Decreto 8243 ao presidente da Câmara dos Deputados e Ouvidoria.

02.07.14

Omiti nesta publicação os dados pessoais

 



 



 

Brasília, 1 de julho de 2014

Excelentíssimos Senhores Deputados Federais,

Nós da sociedade civil, abaixo relacionados, solicitamos a manutenção do Decreto Federal 8243 de 23 de maio de 2014, que instituiu a Política Nacional de Participação Social - PNPS e o Sistema Nacional de Participação Social – SNPS. Esta iniciativa proporciona mais legitimidade e qualidade ao Executivo e propicia para o Legislativo uma visão mais social e participativa.

Queremos que se abra o diálogo com os cidadãos e cidadãs para que estes possam ser ouvidos das necessidades e desejos rumo a elaboração de um projeto de lei para a Política e Sistema Nacional de Participação Social.
 



São Paulo/SP, 5 de junho de 2014


Aos Poderes Executivo, Legislativo e Judiciário.

Vimos nos manifestar a propósito do Decreto Federal 8243 de 23 de maio de 2014.

1- A Constituição Federal de 1988 consagra os resultados da luta histórica pela afirmação dos direitos humanos, direitos civis e políticos, direitos econômicos, sociais e culturais, direitos ecológicos, de solidariedade e fraternidade para com as novas gerações. Reclamamos que os direitos e deveres nela prescritos sejam regulamentados e cesse a omissão legislativa.
2- Reconhecemos que a realidade social é constituída por uma pluraridade de contradições de interesses materiais, de valores sócio-culturais e de sentimentos religiosos e não religiosos.
3- Constatamos o atual descompasso entre o sistema eleitoral partidário, capturado pelo poder econômico e a vontade dos cidadãos, fato demonstrado pela voz das ruas em junho de 2013.
4- Vivemos uma revolução digital e informacional em que a comunicação dinâmica cria a organização. Constatamos, pois, a obsolescência da tecnoburocracia e de todas as situações do tipo “caixa-preta”.
5- Apoiamos, portanto, a filosofia da participação social como método de governo. Requeremos, então, do Poder Político – Legislativo e Executivo – que editem a Lei do Sistema Nacional de Participação Social. E do Poder Judiciário que decida sobre sua constitucionalidade e eventuais inconstitucionalidades.

Seguem as adesões de Cidadãos e organizações da sociedade civil:

Fórum de Transparência, Participação e Controle Social – André Luiz da Silva
INESC - Iara Pietricovsky de Oliveira
MCCE/SP - Lucrecia Anchieschi Gomes
Voto Consciente - Celina Marrone
Associação de Iniciativa Popular – Marcos Peixoto
Fórum de Assistência Social de São Paulo - Francis Lisboa
Cívico – André Luiz da Silva
Oficina Municipal - Eder Brito
Caio Sorrentino – Brasil Aberto
Sara Romera da Silva, medica, mestre em saude publica pela USP e funcionaria da prefeitura de SP
Pró Servir - José Oliveira Ribas
Instituto Bem Estar Brasil - Marcelo Saldanha
Instituto de Cultura de Cidadania - Jorge Maranhão
Sociedade Brasileira de Gestão do Conhecimento – Neide de Sordi
Observatório Social de Niterói - Guilherme Souza Magalhães