Fórum de Transparência, Participação e Controle Social

A Sociedade no Acompanhamento e Controle da Gestão Pública


New Document 1ª Consocial
Apresentação
Delegados Nacionais
Adesões Estaduais
Vídeos
Reunião online
Home


Propostas:

Nacional
Acre
Alagoas
Amapá
Amazonas
Bahia
Ceará
Distrito Federal
Espírito Santo
Goiás
Maranhão
Mato Grosso
Mato Grosso do Sul
Minas Gerais
Pará
Paraíba
Paraná
Pernambuco
Piauí
Rio de Janeiro
Rio Grande do Norte
Rio Grande do Sul
Rondônia
Roraima
Santa Catarina
São Paulo SPO
Sergipe
Tocantins

Contato: andre61@gmail.com

Painéis expõem opinião dos participantes da Consocial
18/05/2012
http://www.consocial.cgu.gov.br/noticias/paineis-expoem-opiniao-dos-participantes-da-consocial

“Quem sou eu por trás do crachá?”, “Eu reivindico...” Essas e outras informações estarão expostas para os participantes da 1º Conferência Nacional sobre Transparência e Controle Social, que se realiza entre os dias 18 e 20 de maio, no Centro de Convenções Ulysses Guimarães, em Brasília (DF).

O evento dispõe de dois espaços para a exposição da opinião dos 1.500 participantes sobre transparência social e gestão pública. São dois painéis: o virtual e o criativo. O painel criativo consiste em um quadro branco de dez metros de largura por dois de altura, onde os participantes podem escrever a defesa de uma ideia, expor uma proposta e até registrar uma mensagem.

O painel virtual é um púlpito instalado em frente ao anfiteatro do evento. Lá, o participante conta com uma câmera de vídeo para gravar seu depoimento, que será exibido no site do evento e nas redes sociais (Facebook, Twitter e Orkut).

Os assuntos debatidos vão desde a prevenção e combate à corrupção à atuação dos conselhos de políticas públicas como instâncias de controle. A coordenadora da Conferência Virtual, Soraia Melo, disse que a organização do evento quer saber as vivências, os aprendizados e as sugestões dos participantes da 1ª Consocial.

Ângela Cristina Ferreira, representante da Rede de Educação Cidadã, veio de Goiânia e utilizou o painel criativo para reivindicar uma maior participação popular pela transparência e diálogo com o governo. “Isso só é possível se mudarmos a forma do sistema de ter ferramentas e mecanismos para a participação. Não adianta incentivar as pessoas a participarem se o sistema for fechado e burocrático”, disse Ângela.

Ela destaca os casos de corrupção atualmente mostrados pela imprensa que envolvem a atuação ilegal de empresas privadas em contratos com os governos federal e estaduais. “A corrupção tem início com o setor privado se apropriando do que é público. Esses contratos ilegais devem ser suspensos”, disse.

Ângela reclama da dificuldade de se criar um referendo para saber a opinião pública sobre um determinado assunto. “Sem a participação popular não tem transparência. O Estado ainda é conservador e engessado. Não é da noite para o dia que vamos torná-lo transparente e democrático, é preciso uma mudança de mentalidade. Essa mudança é estrutural, isso se faz por uma mudança de mentalidade, de comportamentos, de práticas e de ações”.

O painel criativo não é apenas um espaço em branco para as pessoas escreverem suas ideias, mas também um ambiente convidativo para a leitura das manifestações, revela a facilitadora gráfica do evento, Carla Hirata. Ela ressalta que a organização do evento quer saber quem são os participantes da 1ª Consocial, não só como delegados ou representantes sociais, mas como cidadãos comuns. “Queremos ver a contribuição dessas pessoas como cidadãs. Funcionamos como uma ouvidoria para reclamações e elogios”, disse Hirata.

Nesta sexta-feira (18), o painel virtual estará disponível para gravação de vídeo das 18h às 19h; sábado (19), das 10h às 11h; e domingo (20) das 11h às 12h.